Redação do Enem 2019

Neste artigo falaremos sobre a redação do Enem 2019, suas exigências, regras, método de correção e notas. Responsável pela elaboração do caderno de prova do Exame Nacional do Ensino Médio, o Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, elabora a prova com base nas questões retiradas do Banco Nacional de Itens – BNI. As provas são compostas por 180 questões de múltipla escolha que avaliam o nível de conhecimento de cada participante.

As provas do Enem 2019 serão divididas entre as áreas de Ciências da Natureza e suas tecnologias, Ciências Humanas e suas tecnologias, Matemática e suas tecnologias e Linguagens, códigos e suas tecnologias. As provas são aplicadas em dois finais de semana em dois domingos.

As notas obtidas no exame serão a porta de entrada para o ensino superior através do Sisu – Sistema de Seleção Unificada, Prouni – Programa Universidade para Todos, Fies – Fundo de Financiamento Estudantil entre outros programas do Ministério da Educação – MEC. A nota da redação é muito importante, pois em muitos programas educacionais é utilizada como critério de desempate.

Como será escolhido o tema da redação do Enem 2019

Redação Enem 2019O tema da redação do Enem 2019 só será apresentado no dia da prova.. O tema é escolhido pelo Inep com supervisão do Ministério da Educação (MEC). O Inep preza por assuntos de relevância social. O tema é normalmente escolhido em torno de 5 a 6 meses antes das provas, focando notícias em jornais, revistas, redes sociais e TV.

Desta forma, existe a possibilidade de adivinhar o tema escolhido. Entretanto, é aconselhável ao estudante que se prepare sempre visando os mais diversos assuntos. A nota obtida pelo estudante na redação do Enem 2019 varia de 0 a 1000 pontos. A nota é definida por dois professores que analisam as cinco competências principais. São elas:

  • Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa;
  • Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, desde que seja argumentativo-dissertativo;
  • Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa do ponto de vista que for escrever;
  • Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;
  • Competência 5: Construir umas propostas de solução com ideias para o problema abordado, lembrado que deverá respeitar os direitos humanos.

A cada competência os professores avaliam de 0 a 200 pontos, assim dando nota total baseado em casa uma. Em caso de diferença referente a 80 pontos em cada competência ou mais de 100 pontos da soma total, terá um terceiro corretor.

Visualizar espelho da redação do Enem 2019

Vimos como é feita a correção da redação do Enem 2019. Algumas situações podem fazer com que o estudante tire nota zero em determinada competência, sendo elas:

  1. Fuga ao tema e não atender à estrutura dissertativo- argumentativa;
  2. Não utilizar caneta esferográfica de cor preta na folha da redação;
  3. Texto com quantidade menor ou igual a 7 linhas, sendo considerado insuficiente;
  4. Copiar todo ou parte dos textos motivadores, sumariamente desconsideradas e diminuindo o número de linhas do texto;
  5. Fazer desenhos;
  6. Utilizar parte da estrutura textual que não esteja conectado com o tema.

O espelho da redação do Enem 2019 será disponibilizado depois da divulgação do resultado. Para visualizar basta acessar o portal do Inep no endereço eletrônico https://enem.inep.gov.br. O estudante deverá clicar na página do participante e informar número do Cadastro de Pessoa Física – CPF e a senha.

Quem não lembrar a senha, deverá informar o CPF e clicar em “esqueci minha senha” para receber uma provisória via SMS ou pelo e-mail. O espelho de correção é apresentado para os estudantes para que possam comparar a vista pedagógica, ou seja, visualizar como os corretores avaliaram as cinco competências de cada um, além de poder comparar com o texto de outros estudantes.

Inscrições Enem 2017 começam em Maio

Inscrições Enem 2017 – Exame Nacional do Ensino Médio. O exame passou por alterações de acordo com as informações do Ministério da Educação juntamente com o Inep. Na última edição o exame obteve pouco mais de 8 milhões de inscritos.

A tendência do Governo Federal é que o Enem 2017 tenha custo menor relacionado a edição 2016 pois foi cerca de R$788 milhões gastos para poder ocorrer o exame. A nota continuará a ser utilizado como método de seleção para os programas educacionais.

O MEC apresentou uma consulta para os estudantes na qual optavam em fazer o exame em dois dias ou apenas em um e quais seria o melhor período de prova, se fosse em um final de semana ou em dois. Cerca de 600 mil brasileiros tiveram participação no estudo e média de 42,3% optaram em fazer a prova em dois domingos e 63,7% escolheram a permanência em dois dias de prova.

Como se inscrever no Enem 2017

As inscrições para o Enem 2017 estarão abertas nos dias 8 a 19 de maio. Para iniciar o cadastro basta acessar o endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br e informar o CPF (Cadastro de Pessoa Física) e data de nascimento. O sistema do exame retira todas as informações pessoais do CPF como nome dos pais e nome do candidato.

No decorrer da inscrição do Enem 2017 deverá informar um e-mail válido. Lembrando que só poderá ser apresentado em apenas uma inscrição. Deverá informar um número celular, será pedido um fixo, mas não é obrigatório. No decorrer da inscrição o candidato deverá escolher uma língua estrangeira moderna entre inglês ou espanhol.

O exame possui taxa de inscrição que se encontra no valor de R$68,00 paga em casa lotéricas, agências dos correios ou qualquer agência bancaria. O GRU (Guia de recolhimento de Uniões) permite que os concluintes do ensino médio de escola de rede pública; bolsista integral em escola privada ou cadastrado no CadUnico, NIS (Número de Identificação Social) sejam isentos, além de comprovar rendar menor que um salário e meio.

Para ser isento através de algumas informações acima é preciso que apresente a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). O edital será divulgado no dia 10 de abril de 2017 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira que terá o prazo de pagamento da taxa e outras informações importantes sobre o exame.

Os participantes portadores de deficiência devam optar em condições especializadas ou atendimentos específicos. Em certos casos poderá solicitar tempo extra, entretanto, deverá ser informado qual a condição e apresentação de documento.

Provas do Enem 2017

As provas do Enem 2017 serão aplicadas nos dias 5 de novembro de 2017 e 12 de novembro de 2017. No primeiro domingo terá questões relacionadas a Linguagens, códigos e suas tecnologias e Ciências Humanas e suas tecnologias. O participante também terá que elaborar uma redação argumentativa-dissertativa com o tema escolhido pelo Inep. O participante terá exatas 5h30min para entregar o cartão de resposta.

No segundo dia de prova será exata 4h30min para entregar o gabarito. O participante encontrará questões relacionadas a Matemática e suas tecnologias e Ciências da Natureza e suas tecnologias. Caso passe do horário permitido o estudante será eliminado do Enem 2017. Caso as regras permaneçam o gabarito só poderá ser preenchido com caneta esferográfica de cor preta.

As provas serão corrigidas por computadores que normalmente utilizam o método TRI (Teoria de Resposta ao Item) onde não avalia por número de acertos. A redação será corrigida por 2 corretores, caso haja discórdia haverá um terceiro corretor. Utilizará como base as cinco competências apresentadas no edital.

Para as atualizações do exame, curta e compartilhe a página do Facebook Enem 2017.

Inscrições Enem 2017

Inscrições Enem 2017: Milhões de estudantes de todo o país vão participar das provas do Enem 2017 – Exame Nacional do Ensino Médio. O resultado da edição de 2016 será publicado no dia 19 de janeiro, numa quinta-feira, conforme já confirmou MEC (Ministério da Educação). Quem não conseguir uma boa nota e o aproveitamento não for o suficiente para alcançar o objetivo, ainda terá a chance de concorrer nos processos seletivos do meio do ano ou participar da próxima edição do Exame, que acontecerá entre o final de outubro e início de novembro.

Criado pelo Governo Federal no ano de 1998 com o objetivo exclusivo de avaliar o nível de conhecimento dos estudantes ao fim da educação básica, o Exame Nacional do Ensino Médio passou por grandes reformulações e, a partir de 2009, se consolida edição após edição como a principal porta de acesso ao ensino superior no país. Agora, além de avaliar a educação básica, o Enem se tornou o principal requisito de processos seletivos de programas do MEC, que oferecem vagas, bolsas de estudo e financiamento de cursos superiores em faculdades particulares e instituições públicas de ensino superior.

Desta maneira, com o resultado do Enem 2016, por exemplo, os estudantes poderão concorrer nos processos seletivos do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), ProUni (Programa Universidade para Todos), Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e Sisutec (Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica). Serão abertas inscrições para processos seletivos no primeiro e segundo semestre de 2017, todas utilizando as notas do Exame de 2016.

Período de inscrição do Enem 2017 será aberto em maio

Qualquer estudante que participou da última edição e não tiver sucesso nos processos de seleção do MEC, seja no primeiro ou segundo semestre do próximo ano, terá a chance de fazer inscrição no Enem 2017 para continuar a caminhada em busca da tão sonhada vaga em um curso superior. Seguindo as datas escolhidas nas edições anteriores, esperamos que as inscrições sejam abertas na segunda quinzena de maio, com duração aproximada de duas semanas.

Inscrições Enem 2017

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), uma autarquia do MEC responsável por organizar o Exame, deve divulgar o edital do Enem 2017 no mês de abril. Com isso, após a publicação do documento, teremos acesso às regras e ao cronograma oficial da próxima edição do segundo maior exame do mundo.

Como e onde se inscrever no Enem 2017? O processo de inscrição do Enem 2017 será bem simples. Antes de tudo, é preciso saber que existe apenas um meio oficial para efetuação dos registros. Todos os estudantes interessados em se inscrever deverão acessar a página do participante, no portal do Inep, disponível no endereço http://enem.inep.gov.br/participante. No acesso, é preciso informar o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e cadastrar uma senha.

Ao se inscrever, o candidato precisa informar outros dados pessoais, além do CPF: documento de identidade (RG – Registro Geral), data de nascimento, informações sobre escolaridade e instituição de ensino, endereço residencial, número de telefone, endereço de e-mail. É essencial que os últimos dados sejam pessoais e exclusivos, visto que a organização do Exame os utilizará em envios de informações relativas as provas.

Quando serão aplicadas as provas do Enem 2017?

Se analisarmos as datas de todas as últimas edições, podemos afirmar que as provas do Enem 2017 serão aplicadas no último final de semana de outubro ou no primeiro final de semana do mês de novembro. No ano de 2015, por exemplo, o Exame aconteceu nos dias 24 e 25 de outubro. Neste ano, por sua vez, as provas foram aplicadas nos dias 05 e 06 de novembro.

Ao que tudo indica, apesar das trocas de presidente da República, ministro da Educação e presidente do Inep, a estrutura do Exame Nacional do Ensino Médio deverá permanecer a mesma para o próximo ano, visto que qualquer mudança teria enorme proporção frente ao tamanho e alcance do Enem.

Assim, as provas terão 180 questões de múltipla escolha e uma redação de caráter dissertativo-argumentativo. As questões serão divididas em igual número entre quatro áreas de conhecimento: Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias. As duas primeiras serão aplicadas no sábado e as duas últimas no domingo, junto da redação, a partir das 13h30min, com durações de 04h30min e 05h30min, respectivamente. Os portões serão abertos ao meio dia e fechados às 13h, pontualmente, sempre seguindo o horário oficial de Brasília/DF.

Continue visitando nosso site para se manter cada vez mais informado. Acompanhe todas as nossas atualizações curtindo a página do Enem 2017 no facebook!

Provas do Enem 2016: Veja seu Local de Prova

As provas do Enem 2016 – Exame Nacional do Ensino Médio serão aplicadas neste final de semana para milhares de participantes espalhados por todo o Brasil. As provas serão aplicadas durante dois dias consecutivos em praticamente todas as cidades brasileiras a partir das 12h de sábado, 5 de novembro os portões dos locais de prova serão abertos para todos os participantes começarem a responder as 180 questões e realizar a redação. No domingo, 6 de novembro as 18 h encerra-se mais uma edição do teste de conhecimentos do Ministério da Educação – MEC.

A consulta aos locais de prova do Enem 2016 foi liberada pelo INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, que disponibilizou para consulta e download no endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br/participante o Cartão de Confirmação de Inscrição, que além do endereço do local de prova, contém diversas informações importantes. Consultar o local onde vai realizar as provas do Exame é de total responsabilidade dos participantes.

Lembre-se que todos os participantes devem do Enem 2016 devem apresentar um documento de identificação original com foto e que o Cartão de Confirmação de Inscrição não é aceito como forma de identificação, sendo aceitos apenas cédula de identidade RG expedida por Secretaria de Segurança Pública Forças Armadas Polícia Militar ou Polícia Federal, carteira de trabalho e Previdência Social emitida após 27 de janeiro de 1997, certificado de dispensa de incorporação ou Certificado de Reservista, passaporte, carteira nacional de habilitação – CNH com fotografia (modelo novo com foto), identidade funcional em consonância com decreto número 5713 de 15 de fevereiro de 2006.

Provas serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro

As provas do Enem 2016 serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia os participantes realizarão provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Serão 45 questões sobre História, Geografia, Filosofia e Sociologia e mais 45 sobre Química, Física e Biologia. Neste dia os participantes terão 4h30min para responder as questões.

No domingo, segundo dia provas serão aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, sendo mais 45 questões sobre Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira, Artes, Educação Física, Tecnologias da Comunicação e Informação. O tempo de duração do segundo dia de provas do Enem 2016 será 5h30min, pois neste dia os participantes devem realizar a Redação.

A prova de redação acontece no segundo dia do Enem. Os participantes devem escrever um texto dissertativo-argumentativo de no máximo 30 linhas a partir de textos motivadores que são oferecidos, devendo desenvolver o tema proposto da prova a partir de seus pontos de vista, explicar e descrever o assunto. A nota da redação tem um peso importante na disputa por uma vaga na universidade.

Enem 2016 Local de Prova

Locais de provas ocupados por manifestantes

Um levantamento recente do Ministério da Educação averiguou que aproximadamente 300 locais onde serão aplicadas as provas do Enem 2016 continuam ocupados por manifestantes (alunos e professores) que protestam contra a proposta de reforma do ensino médio e também contra a chamada “PEC dos gastos.

Como os manifestantes não sinalizam que irão desocupar os locais, o MEC cogita a possibilidade de que os mais de 100 mil participantes Enem 2016 prejudicados com as ocupações realizem as provas do Exame em outras datas, sendo proposto que realizem nos dias 6 e 7 de dezembro, mesma dada em que as pessoas privadas de liberdade irão realizar o Exame. Caso esta seja a providência adotada os participantes serão avisados com antecedência.

Chance de ingresso ao ensino superior

Realizar as provas do Enem 2016 será a chance de muitos estudantes de ingressar em cursos de graduação de nível superior participando de processos seletivos do SISU – Sistema de Seleção Unificada, que seleciona estudantes para vagas disponibilizadas por instituições públicas de ensino superior, do ProUni que concede bolsas de estudos para custear as mensalidades de cursos de nível superior e também o processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil – Fies, criado para conceder financiamentos para que estudantes quitem o valor das mensalidades de seus cursos de graduação.

Fique atento, o Enem acontece neste fim de semana. Para obter mais informações visite nossa página do Enem 2016 no Facebook, curta e compartilhe.

Resultado Enem 2016

Resultado Enem 2016. O Enem é o teste de conhecimentos do Ministério da Educação (MEC) que da direito a seus participantes a ingressarem no ensino superior em instituições de ensino públicas ou privadas através de vagas, bolsas de estudos ou financiamentos estudantis concedidos por programas do Governo Federal como o SISU, ProUni ou Fies.

O resultado do Enem 2016 pode ser usado para obter o certificado de conclusão do ensino médio. Neste caso o participante deve ser maior de 18 anos, ter informado no ato da inscrição a instituição certificadora que está autorizada a receber seus dados e por ultimo ter atingido uma média superior a 450 pontos em cada uma das provas de conhecimentos e 500 pontos na prova de redação.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep vai divulgar em breve o resultado do Enem 2016 (Exame Nacional do Ensino Médio), acabando assim com a ansiedade de milhares de pessoas que em todo o Brasil realizaram as provas do Exame.

Como é calculado o resultado do Enem

Como consultar o Resultado Enem 2016

Os programas do Ministério da Educação voltados para o ingresso ao ensino superior utilizam a nota individual do Enem em seus processos seletivos. As provas que devem ser aplicadas no mês de outubro, com datas ainda a ser divulgadas no Edital. Os participantes tirão que responder a 180 questões de múltipla escolha divididas em 4 provas (Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens e Códigos e Matemática) e também escrever uma redação dissertativa argumentativa.

A nota final do Enem 2016 será calculada com a soma das médias das notas das provas de conhecimentos (Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens e Códigos, Matemática) e da prova de redação. O método de correção utilizado nas provas de conhecimentos é a TRI (Teoria de Resposta ao Item). Já a correção da prova de redação é realizada por dois corretores e por um terceiro se houver discrepância entre as notas dos dois primeiros.

Como consultar o resultado individual do Enem 2016

No terceiro dia útil após os candidatos terem realizado as provas, é divulgado no endereço eletrônico do Inep o gabarito oficial do Enem 2016. Através da consulta do gabarito é possível os participantes tenham noção da nota que conseguiram obter nas provas do Exame.

Por questões de segurança, a organização do Enem atribui a cada caderno de questões uma cor diferente, os da última edição eram das cores rosa, azul, branco e amarelo, todos com as mesmas questões referentes à sua área de conhecimentos, porém dispostas de maneira diferente. Vale lembrar que a consulta ao Gabarito é apenas um meio do participante ter uma noção de quantas questões corretas conseguiu no Exame e não o resultado final, que é composto com a soma da nota da prova de redação e para efeito de correção o Inep adota a Teoria de Resposta ao item TRI, onde o número de questões corretas não interfere no resultado final.

Não é costume do MEC anunciar a data de divulgação do Resultado do Enem com antecedência, mas os participantes esperam que aconteça como na última edição do Exame, e que data do resultado individual do Enem 2016 seja anunciada nos próximos dias.

Para consultar o resultado individual do Enem 2016 o participante deve acessar o endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br/. É necessário que o participante informe o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e também a senha que cadastrou quando realizou a inscrição para participar do Exame.

Agora, caso o participante não se lembre da senha cadastrada, basta que na própria pagina de consulta do resultado individual do Enem 2016 clique no link de apoio “Esqueci minha Senha”, onde é possível recuperar a informação.

Resultado individual do Enem 2016 no SISU

Após a divulgação do resultado individual do Enem 2016 será aberto o período de inscrições para aqueles que desejam participar do processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada – SISU.

Através do SISU mais de 130 instituições públicas de ensino superior utilizam as notas do Enem 2016 para selecionar seus novos alunos. Apenas na edição do primeiro semestre do último ano o SISU, foram disponibilizadas mais de 220 mil vagas para cursos de graduação em diversas áreas.

Para ficar por dentro do resultado Enem 2016 visite a página do Facebook, curta e compartilhe.

INEP divulga resultados do Enem 2015 por Escola

O Inep divulgou nesta terça-feira, 04/10,  os resultados do Enem 2015 por escolas. O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é utilizado pelo MEC (Ministério da Educação) para avaliar o nível de qualidade das escolas de ensino médio regular. Para este método de avaliação o exame exige pelo menos 10 alunos e a taxa de participação de 50% ou mais, sendo ao todo 14.998 escolas.

Além de avaliar as escolas, o Enem 2015 também foi critério de seleção para o ensino superior através do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), Prouni (Programa Universidade para Todos) e o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Assim os estudantes participantes do exame se inscreviam nos programas e concorriam a bolsas em instituições privadas e federais dependendo da opção.

Divulgação das notas das escolas do Enem 2015

O Enem é gerenciado pelo MEC e o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e nesta terça foi feita a divulgação das notas das escolas que participaram do exame. Ao todo foram 1.212.908 estudantes matriculados no 3º ano do ensino médio apresentados no Censo de Educação Básica. Os estudantes cumpriram com os deveres, pois compareceram nos dias de aplicação das provas. As provas foram no sábado e domingo sendo o primeiro de Ciências Humanas e suas tecnologias e Ciências da Natureza e suas tecnologias, já o segundo dia possui a redação argumentativa-dissertativa que deverá ser elaborada com o tema escolhido pelo Inep, Matemática e suas tecnologias e Linguagens, códigos e suas tecnologias.

Baseado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Idbed) a nota média das escolas se encontravam em 3,7 avaliadas de 0 a 10 antes desta atualização. A Sra. Maria Inês Fine (presidente do Inep) deu entrevista e pela declaração não se encontra satisfeita com esta nota. Além disto ela informou que o Enem 2017 terá algumas alterações, mas não apresentou quais seriam as modificações. Os estudantes do exame 2015 conseguiram ter uma boa nota em relação a matéria de Ciências Humanas e redação, mas abaixaram nos conteúdos de Ciências da Natureza; Linguagens, códigos e suas tecnologias e Matemática e suas tecnologias. As notas médias podem ser conferidas e feita o download (basta clicar).

Resultado Enem 2015
Resultado Enem 2015

O Enem 2015 possuiu o método de correção conhecido como Teoria de Resposta ao Item (TRI), pois é usado de uma forma diferente. A avaliação é feita por nível de dificuldade e não por acertos, ou seja, quanto mais complicado e menor índice de acertos, mais pontos aquela questão valerá. Isto é em relação a correção das questões, mas a da redação o estudante deverá apresentar as cinco competências (Demonstrar domínio da modalidade escrita correta da língua portuguesa; apresentar conhecimento sobre o tema e desenvolver propostas dentro dos limites estruturais do texto e sendo dissertativo-argumentativo; escolher, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista do escritor respeitando os direitos humanos; apresentar no decorrer do texto que possui o conhecimento do mecanismo linguísticos necessários para elaborar o texto; Indica proposta que possa solucionar algum problema que o tema possa apresentar, mas respeitando a lei) para tirar nota total (0 a 1000).

O Enem possui 180 questões (mais a redação) de múltiplas escolhas divididas igualmente entre as matérias de conhecimentos gerais. O site o exame é http://enem.inep.gov.br/, pois nele se encontra o edital para download e o acompanhamento de inscrição.

Para mais informações sobre o Enem curta e compartilhe a página do Facebook, pois nela matemos todos atualizados. O estudante que gostaria de tirar uma boa nota e alcançar o sonho espera, adquira já ou conheça a apostila digital (clique e conheça) sendo o melhor material de estudos do Brasil. Boa sorte.

MEC divulga espelho da redação do Enem 2015

Espelho redação Enem 2015: Após meses de expectativas, cada participante da última edição pode consultar o espelho da redação do Enem 2015 – Exame Nacional do Ensino Médio. O acesso está liberado na página do participante, no portal do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), sendo disponível apenas a consulta para fins pedagógicos.

As provas foram aplicadas nos dias 24 (sábado) e 25 (domingo) de outubro. Ao todo, 5.631.606 redações foram entregues pelos candidatos. Do total, 104 obtiveram nota máxima (1.000 pontos) e 53.032 tiveram nota mínima. O tema da redação do Enem 2015 foi: “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”. A nota zero na redação é atribuída nas seguintes condições, estabelecidas em edital:

REDAÇÃO ENEM 2015

  1. que não atenda à proposta solicitada ou que possua outra estrutura textual que não seja a estrutura dissertativo-argumentativa, o que configurará "Fuga ao tema/não atendimento à estrutura dissertativo – argumentativa";
  2. que não apresente texto escrito na Folha de Redação, que será considerada "Em Branco";
  3. que apresente até 7 (sete) linhas, qualquer que seja o conteúdo, que configurará "Texto insuficiente";
  4. que apresente impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, bem como que desrespeite os direitos humanos, que será considerada "Anulada";
  5. que apresente parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto, que será considerada "Anulada".

Como consultar a redação corrigida do Enem 2015?

Para acessar o espelho da redação do Enem 2015, o candidato precisa entrar na página do participante, no endereço http://enem.inep.gov.br/participante/#/loginParticipante, e informar o número de CPF (Cadastro de Pessoa Física) e senha, que pode ser recuperada no link de apoio “Esqueci minha senha”, disponível no canto inferior direito da página. Quem se inscreveu no Enem 2016, deve informar a senha atual.

Depois do acesso, o estudante precisa ir em busca do link onde está disponível o espelho da redação. No entanto, são caminhos diferentes para quem está inscrito no Enem 2016 e para quem realizou apenas a inscrição de 2015. Quem se inscreveu para a edição deste ano, verá que, após efetuar o login na página do participante, terá acesso à página com os dados da nova inscrição. Neste caso, será necessário clicar em “Enem 2015”, na janela azul disponível no canto esquerdo da tela.

A partir daí, tanto quem se inscreveu apenas em 2015 quanto quem está inscrito em 2016 terá acesso à página de resultados da edição anterior. Nesta página, estão as notas em cada uma das quatro áreas de conhecimento (Linguagens, Ciências da Natureza, Ciências Humanas e Matemática), além da nota da redação do Enem 2015.

O espelho da redação está disponível no link “Vista Pedagógica”, em um botão no canto inferior direito da página. Quem seguir todos os passos corretamente terá acesso a uma versão digitalizada do texto corrigido, sendo possível saber o resultado em cada uma das cinco competências avaliadas:

I. Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa, pelo qual o participante deve expor um aspecto relacionado ao tema, em defesa de uma posição;

II. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;

III. Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;

IV. Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitados os direitos humanos;

V. Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

Como foi feita a correção da redação do Enem 2015?

A correção da redação do Enem foi realizada por dois professores independentes. Cada um deles atribuiu valores de 0 a 200 pontos em cada uma das cinco competências citadas, fazendo a soma dos valores, que poderiam chegar a 1.000 pontos. A nota final foi atribuída por uma média simples entre as notas de ambos.

Um terceiro corretor entrava em ação sempre que havia discrepância de 80 pontos em qualquer competência ou de 100 pontos no total entre as notas dos dois primeiros professores. Assim, a nota final era a média entre a nota do terceiro com a que mais se aproximava dos primeiros. Permanecendo a diferença, a redação passava para uma nova correção. No último caso, a nota final era atribuída por uma banca composta de três professores, desprezando tudo o que foi atribuído antes.

O resultado do Enem 2015 foi divulgado no dia 08 de janeiro deste ano. Em dezembro do ano passado, a 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) decidiu que o espelho da redação fosse divulgado junto do resultado. Entretanto, o Inep recorreu à ordem e firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Federal (MPF), se comprometendo a disponibilizar as redações em até 60 dias após a publicação das notas. Entretanto, atrasou em mais de três meses.

Para mais detalhes sobre o Exame Nacional do Ensino Médio, curta a página do Enem no facebook e fique por dentro de todas as nossas publicações!

Inscrições Enem 2016 terão início em 9 de maio

Inscrições Enem 2016 começam em maio! O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou na manhã desta quinta-feira (14) a data oficial do período de inscrição do Enem 2016 – Exame Nacional do Ensino Médio. Os registros deverão ser realizados entre as 10h do dia 09 de maio até as 23h59min do dia 20 do mesmo mês, levando em conta o horário oficial de Brasília/DF.

O Ministério da Educação (MEC) também oficializou a data das provas do Enem 2016. Neste ano, os dias 05 (sábado) e 06 (domingo) de novembro foram os escolhidos pela organização. Assim, resta um pouco mais de seis meses para a aplicação do Exame.

Os estudantes interessados em fazer inscrição do Enem 2016 precisam ficar atentos a três fatores importantíssimos que, se não forem cumpridos à risca, podem invalidar o registro: data, taxa de inscrição e preenchimento correto das informações (exclusivamente no site oficial).

Como se inscrever para o Enem 2016?

O único meio disponível oficialmente para a realização das inscrições do Enem 2016 é o portal do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), disponível no endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br/. O Inep é uma autarquia do MEC responsável por organizar o Exame brasileiro.

Inscrições Enem 2016 começam no dia 9 de maio
Inscrições Enem 2016 começam no dia 9 de maio

No primeiro acesso ao site, o candidato precisa ter em mãos os números do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e RG (Registro Geral – carteira de identidade). Além disso, também precisam ser cadastrados um endereço de e-mail válido e um número de celular, que serão os meios de comunicação entre a organização e o participante.

Durante o registro, também é preciso indicar a opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol) para as cinco questões que serão exigidas nas provas. Além disso, o estudante precisa escolher o município de seu local de prova do Enem 2016. Espera-se que aproximadamente 2.000 municípios de todos os estados do país sejam selecionados como sede do Exame.

Os estudantes que vão fazer as provas com o objetivo de obter o certificado de conclusão do ensino médio Enem 2016, precisam indicar tal pretensão durante a inscrição. Candidatos com necessidade de atendimento diferenciado (deficientes, sabatistas, lactantes, gestantes, etc.) também precisam informar a precisão.

Taxa de inscrição do Enem 2016 tem novo valor! Veja como pedir isenção do pagamento?

O valor da taxa de inscrição do Enem 2016 foi ajustado para R$ 68,00. Na edição do ano passado, o valor era cinco reais mais em conta. Contudo, alguns estudantes são automaticamente isentos do pagamento e outros ainda podem pedir isenção.

Os alunos que estão concluindo o ensino médio em escolas da rede pública não precisam se preocupar com o valor atribuído para a participação, pois recebem isenção automática. Por sua vez, membros de famílias de baixa renda podem pedir isenção no Enem 2016, preenchendo um formulário socioeconômico de declaração de carência.

Para declarar carência no Enem 2016 é necessário acessar a página oficial do Inep, exclusivamente dentro do período de inscrição, e fazer um fiel preenchimento do formulário. Os candidatos são os únicos responsáveis pela veracidade das informações e estão sujeitos à investigação sob pena de cancelamento do registro.

Aqueles que não forem isentos do valor deverão imprimir o boleto do Enem 2016, conhecido como GRU (Guia de Recolhimento da União), na própria página de inscrição. O pagamento da taxa deverá ser efetuado até o dia 25 de maio, quarta-feira, em qualquer agência do Banco do Brasil, Correios ou casa lotérica. Quem não liquidar o valor dentro do prazo determinado perderá o direito de fazer as provas.

Cartão de confirmação de inscrição do Enem 2016

O cartão de inscrição do Enem 2016 será gerado e disponibilizado a todos que se registraram corretamente, obedecendo às regras impostas pela organização. O Inep divulgará o documento em sua página oficial e nele constarão importantes informações, como: dados pessoais, data, horário e local de prova, número de inscrição, opção de língua estrangeira, necessidade de atendimento diferenciado (se for o caso) e pretensão de certificação do ensino médio (se for o caso).

Apesar de rico em informações, a apresentação do documento não é obrigatória nos dias de prova. A única exigência nesse sentido é em relação à apresentação de documento de identificação oficial e com foto: carteira de identidade, carteira de motorista, carteira de trabalho, passaporte, etc.

Os portões dos locais de prova serão abertos ao meio dia e fechados às 13h. No sábado (05), as questões de Ciências da Natureza e Ciências Humanas serão aplicadas das 13h30min às 18h. No domingo (06), serão aplicadas as provas de Linguagens, Matemática e redação do Enem 2016, das 13h30min às 19h.

Apostila digital do Enem 2016: Aproveite esses seis meses que ainda restam até a aplicação das provas e adquira logo sua apostila do Enem 2016, com tudo o que você precisa para mandar bem no Exame. A entrega do produto é rápida e segura, realizada em qualquer cidade do país.

Para mais informações, continue nos visitando e curta a página do Enem 2016 no facebook!

Certificado de Conclusão do Ensino Médio Enem 2016

Certificado de Conclusão do Ensino Médio Enem 2016: As provas do Enem 2016 (Exame Nacional do Ensino Médio) serão aplicadas no fim deste ano, no fim de outubro ou início de dezembro, em milhares de municípios brasileiros. As notas nas provas possibilitam aos candidatos, além da participação nos programas do MEC (Ministério da Educação), a certificação de conclusão do ensino médio. Quem fará o Enem com tal objetivo precisa ficar atento, pois a intenção precisa ser informada no ato da inscrição.

O cronograma oficial desta edição ainda será confirmado no Edital do Enem 2016, que já está sendo preparado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) para ser publicado no Diário Oficial da União (DOU), provavelmente no mês de maio. Com base nas edições anteriores, a expectativa é de que o período de inscrições fique aberto entre o fim de maio e o início de junho.

As notas do Enem 2016 poderão ser utilizadas em quais objetivos?

O Exame Nacional do Ensino Médio foi criado pelo Governo Federal no ano de 1998. Até 2009, ele servia apenas para avaliar o desempenho dos estudantes ao fim da educação básica. Entretanto, a partir do referido ano, além de continuar como instrumento avaliativo, o Enem ganhou outras importantes atribuições e vem se consolidando a cada edição como a principal porta de acesso ao ensino superior no país.

Com o resultado individual do Enem 2016, os estudantes que estão concluindo o ensino médio terão o direito de concorrer a vagas em processos seletivos de programas do MEC que garantem a permanência e o acesso ao ensino superior, público e privado, em instituições de ensino de todo o país:

    Certificado de Conclusão do Ensino Médio Enem 2016
    Certificado de Conclusão do Ensino Médio Enem 2016

  • Sisu: Sistema de Seleção Unificada, por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas em seus cursos de graduação;
  • ProUni: Programa Universidade para Todos, em que faculdades particulares oferecem bolsas de estudo, integrais (100%) e parciais (50%), em cursos de graduação e sequenciais de formação específica. Oferecido a estudantes brasileiros sem diploma de curso superior, com renda familiar bruta mensal de até 3 salários mínimos por pessoa;
  • Fies: Fundo de Financiamento Estudantil, que financia cursos superiores de estudantes de baixa renda matriculados em faculdades particulares reconhecidas pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes);
  • Sisutec: Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica no qual instituições públicas e privadas, de ensino superior e de educação profissional e tecnológica, oferecem vagas em cursos técnicos gratuitos.
  • Além dos programas gerenciados pelo Ministério da Educação, com a nota do Enem 2016 os candidatos também podem obter:
  • Certificação de conclusão do ensino médio: pode ser solicitada por estudantes maiores de 18 anos (completados até o primeiro dia de provas) que ainda não concluíram o nível básico de educação.

Como pedir o certificado de conclusão do ensino médio Enem 2016?

Os estudantes interessados em obter o certificado de conclusão do ensino médio Enem 2016 precisam ficar atentos ao período de inscrições, pois é durante esta etapa que deve ser informado o objetivo. Assim, ao se inscrever, o candidato precisa indicar a Instituição Certificadora entre as disponíveis pelo sistema. Esta escolha está diretamente ligada ao endereço residencial do estudante.

Só consegue a certificação os candidatos que atingem o mínimo de 500 pontos na redação do Enem 2016 e 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento das provas objetivas: Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias.

As notas dos estudantes que se inscreverem com tal finalidade, tendo alcançado o aproveitamento exigido, serão enviadas pelo Inep às respectivas Instituições Certificadoras. Estas, por sua vez, terão o dever de proceder com a emissão dos certificados. Os estudantes, no entanto, serão responsáveis por requerer a emissão do certificado junto à instituição escolhida.

Apostila Digital do Enem 2016

Para mandar bem nas provas deste ano, é essencial escolher um material de estudo de qualidade. Sabendo disso, desenvolvemos a apostila do Enem 2016 (clique e conheça) com tudo o que o estudante precisa para conquistar excelentes notas. O material é completo e aborda todas as matérias de maneira simples e fácil. Além disso, conta com preciosas dicas para o desenvolvimento de uma redação nota 1000.

Prepare um cronograma de estudos e adquira o quanto antes sua apostila. O produto é entregue pelos Correios com total segurança e agilidade em qualquer lugar do país.

Curta a página do Enem 2016 no facebook e fique por dentro de todas as notícias do Exame!

Como ser fiscal do Enem 2016

Fiscal Enem 2016: Como trabalhar nos dias de prova? No fim deste ano teremos a aplicação das provas do Enem 2016 – Exame Nacional do Ensino Médio. Mais de 1.700 municípios de todo o país receberão os estudantes inscritos nesta edição. A seleção dos interessados em trabalhar na aplicação do Exame é feita pelo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), nos meses que antecedem os testes.

O Inep é uma autarquia do Governo Federal, ligada ao Ministério da Educação (MEC), responsável por organizar o Exame Nacional do Ensino Médio. Cabe ao Instituto trabalhar tanto na elaboração das provas, quanto na criação do edital com as regras, na escolha das datas oficiais, recebimento das inscrições, correção, divulgação do resultado e seleção dos fiscais para aplicação do teste. A expectativa é de que o edital do Enem 2016 seja divulgado no mês de maio.

Por se tratar do segundo maior exame do mundo, ficando atrás apenas das provas aplicadas na China, o Inep conta com o apoio de algumas instituições em certas etapas do Exame. No processo seletivo dos fiscais do Enem, por exemplo, os institutos e as universidades federais receberão as inscrições de alguns candidatos.

Essas instituições geralmente divulgam o edital de seleção entre seus funcionários e estudantes, mas a escolha não é exclusivamente interna. Por isso, é importante que os interessados entrem em contato com as secretarias das mesmas cerca de 40 (quarenta) dias antes das provas.

Outras instituições que também auxiliam o Inep na organização do Enem, inclusive na seleção dos colaboradores, são a Fundação CESGRANRIO e o CESPE/UnB (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos). A primeira conta com o Sistema de Alocação de Colaboradores (SAC), onde os interessados devem se inscrever informando o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e endereço de e-mail. O cadastro fica disponível durante qualquer período do ano e não é exclusivo à aplicação do Enem, sendo aberto a demais avaliações e concursos em aberto.

Fiscal do Enem 2016
Fiscal do Enem 2016

Como se inscrever para fiscal do Enem 2016?

O CESPE/UnB, por sua vez, possui uma página exclusiva para colaboradores, acessível neste link. Ambas as instituições, juntas do próprio Inep, divulgarão informações a respeito da seleção para fiscal do Enem 2016 em datas mais próximas das provas, que devem acontecer no último final de semana do mês de outubro.

Quais as funções de um Fiscal do Enem 2016? São várias as funções exercidas pelas pessoas que trabalham nos dias de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio. Entre as principais, podem ser citadas: chefe de sala, aplicador, fiscal de sala, fiscal de corredor (volante), fiscal de banheiro, porteiro, auxiliar de limpeza, segurança, ledor, intérprete de línguas, leitor, enfermeiro e médico.

Cabe aos colaboradores contribuírem para a organização e segurança do ambiente de aplicação das provas, sendo eles responsáveis pela orientação e vistoria de todos os participantes.

Quanto recebe um fiscal do Enem 2016 e como é feito o pagamento aos colaboradores?

O valor pago aos fiscais do Enem 2016 irá variar de acordo com a função exercida. No ano de 2015, por exemplo, os chefes de sala ganharam R$ 227,86 pelos dois dias de serviço prestado. Os aplicadores, por sua vez, receberam R$ 170,89, que foi a mesma quantia paga aos fiscais. O pessoal de apoio (porteiros, seguranças, auxiliares de limpeza, etc.) recebeu R$ 140,00.

No geral, em cada sala de aula trabalham 01 chefe de sala e 02 aplicadores. Dependendo da quantidade de participante no mesmo ambiente, pode ser dispensada a figura de um aplicador. Além disso, todos os banheiros contam com ao menos um fiscal. Os fiscais de corredor são escolhidos de acordo com a extensão do ambiente.

O pagamento dos fiscais do Enem 2016 é realizado exclusivamente através do Banco do Brasil (BB). Os colaboradores que possuem conta no banco recebem o valor por transferência direta. Por sua vez, aqueles que não possuem são remunerados por meio de ordem de pagamento, liberada mediante apresentação de documentação pessoal.

O tempo médio para efetuação do pagamento é de um mês. Entretanto, na edição de 2015, vários colaboradores se queixaram de não ter recebido o combinado até os meses de fevereiro e março. Nestes casos, além da Central de Atendimento do MEC (0800-616161), é aconselhável entrar em contato direto com as secretarias dos próprios locais onde trabalharam nos dias de prova.

Para ficar por dentro de todas as novidades, inclusive sobre a data de abertura das inscrições para fiscal do Enem 2016, continue visitando nosso site e curta nossa página no facebook.